MORFOLOGIAS DUNARES INFLUENCIADAS PELA DINÂMICA ANTROPOGÊNICA NO MUNICÍPIO DE ITAPORANGA D’AJUDA, SERGIPE

Débora Barbosa da Silva, Neise Mare de Souza Alves, Laíza Lima dos Santos

Resumo


Na planície costeira do município de Itaporanga D’Ajuda, o ambiente constituído por dunas está caracterizado pela variedade de processos e feições influenciados por fatores climáticos, oceanográficos, geomorfológicos e sociais. O principal objetivo deste artigo é classificar e caracterizar as morfologias dunares a partir da dinâmica antropogênica na planície costeira do município de Itaporanga D’Ajuda. A metodologia utilizada está baseada na análise integrada e dinâmica da paisagem costeira, em sistemas de classificação de dunas de autores distintos, na análise multitemporal de imagens de satélites e pesquisa de campo. O sistema de dunas deste município é constituído por feições erosionais e deposicionais. Dentre as feições erosionais destaca-se o campo de deflação composto por superfícies de paleodeflação colonizadas por restinga herbácea e ocupadas por pecuária extensiva que formam lagoas temporárias, além da superfície de dunas embrionárias resultante do processo de recomposição da restinga herbácea apesar do trânsito de veículos e animais. Feições deposicionais apresentam-se à vanguarda da costa como dunas frontais escarpadas e abatidas pela erosão costeira, enquanto que à retaguarda, o complexo cordão formado por dunas ativas, parcialmente ativas e ativas propiciam feições de dunas parabólicas, dômicas, barcanas e de precipitação em razão de práticas como a cocoicultura, agropecuária e pecuária extensivas, extração vegetal e de areia, além da urbanização., Alterações na morfodinâmica costeira deste município propiciaram a gênese de novas morfologias dunares decorrentes de atividades rurais e urbanas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Seminários Espaços Costeiros. ISSN 2447-732X