A INTENSIFICAÇÃO DO USO DO SOLO E CONFLITOS FUNDIÁRIOS NA ZONA COSTEIRA DE INDIAROBA/SE

Carla Norma Correia dos Santos, José Wellington Carvalho Vilar

Resumo


Ao longo do tempo histórico, o território passa por momentos de desvalorização, valorização e revalorização social e econômica que é acompanhado pelo uso e exploração de variados recursos técnicos e naturais, e da mesma forma, proporciona fenômenos geográficos de aglomeração e dispersão. O processo de ocupação da zona costeira do município de Indiaroba/SE vem sendo impulsionado nos últimos anos pela construção de materialidades geográficas que promoveram uma maior fluidez territorial, que possibilita o desenvolvimento de variadas atividades econômica nessa área. Concomitantemente a reestruturação econômica pela qual Indiaroba vem passando, emergem conflitos fundiários, uma vez a expansão do turismo e da carcinicultura promoveram uma grande valorização do solo, intensificado assim o loteamento e o cercamento de novas áreas para veraneio e construção de segundas residências, restringindo o acesso da população local a áreas onde anteriormente eram desenvolvidas atividades econômicas tradicionais, como a pesca e a coleta da mangaba. Assim, o presente artigo tem por objetivo analisar a intensificação do uso do solo e os conflitos fundiários que vem ocorrendo na zona costeira de Indiaroba/SE.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Seminários Espaços Costeiros. ISSN 2447-732X