CARTOGRAFIA ÉTNICA COMO INSTRUMENTO DE FORTALECIMENTO E DE LUTA NO QUILOMBO RIO DOS MACACOS

Paula Regina de Oliveira Cordeiro, Luana Figueiredo de Oliveira, Catherine Prost

Resumo


Este artigo objetiva explanar as relações de conflito no território étnico do Quilombo Rio dos Macacos, comunidade que desde a década de 1960 está inserida em um contexto de conflito com a Marinha do Brasil. A partir da judicialização do conflito, em 2009, esta comunidade encontrou diversos mecanismos de resistência e de enfrentamento político. A etnocartografia se apresenta como instrumento políticopedagógico capaz de desvelar a realidade e de fortalecer a identidade territorial. Nesse contexto, o artigo aqui apresentado é reflexo de assistência técnica prestada ao Quilombo Rio dos Macacos a partir da Assistência Técnica em Habitação e Direito à Cidade do Programa de Pós-Graduação de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal da Bahia entre 2013 e 2015.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Seminários Espaços Costeiros. ISSN 2447-732X