CONSIDERAÇÕES SOBRE O FLUXO DE EXCURSIONISTAS EM BOM JESUS DOS POBRES-SAUBARA- BA

Ana Paula Santana Rigaud Ramos, Cristovão de Cássio da Trindade de Brito

Resumo


Neste estudo analisa-se as transformações socioespaciais relacionadas às atividades turísticas – excursionismo – em Bom Jesus dos Pobres, no município de Saubara-BA. Discute-se as mudanças – empreendidas com a intensificação do turismo de massa em Bom Jesus dos Pobres – ocorridas tanto no fluxo quanto no perfil dos excursionistas e os rebatimentos no lugar. Para isso, avaliou-se a infraestrutura turística local, que atualmente recebe em suas praias um elevado número de visitantes nos finais de semana, durante os dias de sol, principalmente no verão. Os excursionistas em sua maioria oriundos das cidades do Salvador-BA e Feira de Santana-BA, compõem os grupos sociais de baixos rendimentos. O distrito de Bom Jesus dos Pobres possui uma população de 1.954 habitantes, dispõe de uma infraestrutura turística precária e com poucos serviços, possuindo 15 estabelecimentos de hospedagem, bares e restaurantes simples; barracas de praia e um pequeno comércio. Bom Jesus dos Pobres é conhecido por ter belas praias, por se tratar de uma localidade litorânea o turismo de excursão se faz presente como uma das atividades econômicas importantes. Embora seja um turismo sazonal de sol e mar, o distrito vem passando por modificações significativas. O que antes era um lugar de tranquilidade passou a ser um lugar de agitação e festas, num crescente fluxo de excursionistas, sobretudo nos períodos de alta estação.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Seminários Espaços Costeiros. ISSN 2447-732X