A economia da produção social de moradia

Fernando Pedrão

Resumo


Distingue os conceitos de habitação e de moradia e indica a interdependência dos problemas relativos á este último com os relativos ao emprego. Mostra como o uso social dos recursos habitacionais é conseqüência de processos de organização da sociedade urbana muito mais complexos que aqueles diretamente ligados à construção de habitações novas; que é necessário encaminhar uma análise que focalize o nexo entre a interpretação do dinamismo da economia e da sociedade urbana e as condições de intervenção. Indica os aspectos que devem ser detectados em um novo ordenamento prático da análise econômica da produção de habitação, o que levanta a questão da terra urbana e sua conversão em espaço urbanizado. Finaliza, examinando a produção social de moradia no Brasil, distinguindo as ações realizadas pelo Estado e as empreendidas por grupos de interesse privado e pelos próprios moradores.

Texto completo:

PDF