Tecnologia Social à Luz da Teoria Sociotécnica: O Caso do Projeto Mandalla no Ceará

Josimar Sousa Costa, Anna Beatriz Grangeiro Ribeiro Maia, Bruno Chaves Correia-Lima, Augusto Cézar de Aquino Cabral, Sandra Maria dos Santos, José Carlos Lázaro Silva Filho

Resumo


Este artigo tem como objetivo analisar o projeto Mandalla aplicado no Estado do Ceará, compreendido como uma tecnologia social, à luz da teoria sociotécnica. Trata-se de um estudo exploratório-descritivo, de natureza qualitativa, com pesquisa bibliográfica, documental e de campo. Neste estudo de caso foram investigadas informações referentes aos de 2008 e 2009, incluindo a análise de relatórios, de vídeos e de entrevistas realizadas com participantes do projeto. De um total de 163 projetos desenvolvidos, envolvendo 489 produtores, 143 projetos foram analisados. Como resultados, tem-se que o Projeto Mandalla utiliza-se do potencial inovador e sustentável da tecnologia social à luz da teoria sociotécnica, na medida em que busca solução para problemas e dificuldades dos atores sociais envolvidos, promovendo inclusão social e sustentabilidade ambiental. Conclui-se que o intuito primordial não é abandonar ou ignorar a tecnologia já existente, e sim utilizá-la de modo a responder à sustentabilidade, no tocante ao sustento familiar, ao equilíbrio regional ou natural dos recursos.


Palavras-chave


Tecnologia Social; Teoria Sociotécnica; Projeto Mandalla; Inovação Social; Sustentabilidade Ambiental.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/23172428rigs.v3i3.9045