Desvelando as Categorias Estéticas na Organização de um Pequeno Restaurante

Luma Louise Sousa Lopes, Elnivan Moreira de Souza, Ana Sílvia Rocha Ipiranga

Resumo


Considerando-se a prática culinária como um artefato capaz de expressar a organização, este estudo teve como objetivo identificar as categorias estéticas imbuídas nessas práticas de trabalho, descrevendo suas influencias na organização de um pequeno restaurante. A pesquisa teve como base dois princípios metodológicos referentes à observação das categorias estéticas que emergem e são ditas, bem como os termos de uso corrente na vida organizacional cotidiana, inerentes à linguagem habitual dos atores organizacionais. A coleta foi baseada a partir da imersão de quatro meses dos pesquisadores no campo empírico, dos procedimentos de observação, das anotações no diário de campo e da entrevista relacional realizada com a chef do pequeno restaurante sob estudo. Esse caminho possibilitou a manifestação da experiência estética inerente às práticas culinárias, identificando-se uma teia de cinco categorias estéticas influenciando a compreensão da organização do pequeno restaurante sob estudo.

Palavras-chave


Experiência Estética; Categorias Estéticas; Práticas Culinárias

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/23172428rigs.v3i1.9005