Imigração Italiana e Religião: A Criação de um Imaginário da Cultura do Trabalho Peculiar no Espírito Santo

Flavia Salles Nunes Pereira, João Gualberto Moreira Vasconcellos, Ricardo Roberto Behr

Resumo


O objetivo central deste artigo é compreender o papel desempenhado pela Igreja Católica na elaboração do modelo de imigrante “ideal” que poderia ser instrumentalizado para ampliar e consolidar a religião, buscando entender como se deu o processo de formação de uma cultura do trabalho peculiar nas cidades capixabas colonizadas por imigrantes italianos. Trata-se de um estudo teórico reflexivo, construído com base na leitura crítica em obras literárias, acadêmicas e em estudos científicos. Constatou-se que a imigração estrangeira para o Brasil e especificamente para o Espírito Santo, estava apoiada simbolicamente na possibilidade de ascensão do trabalhador à condição de proprietário da terra, e que o imigrante italiano foi o agente humano da realização da ideologia da transformação do trabalhador em proprietário e “moldado” nesse processo, pela atuação da Igreja Católica com fundamentos ultramontanos.

Palavras-chave


Imigração; Cultura do Trabalho; Espírito Santo (Estado); Igreja Católica; Italianos

Texto completo:

PDF

Referências


AQUINO, Maurício de. A implantação da República e a Igreja Católica no Brasil e em Portugal: o caso das congregações femininas portuguesas em diáspora (1911-1921). Revista Brasileira de Histórias das Religiões. Online. Ano 4, v. 4, n. 10, p. 215-232, jun 2011. ISSN: 1983-2850. Disponível em: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RbhrAnpuh/article/view/30390> Acesso em: 02 dez. 2016.

AZZI, Riolando. A igreja e os migrantes: a imigração italiana e os primórdios da obra escalabriniana no Brasil (1884-1904). São Paulo: Paulinas, 1987. 1 v.

______. O catolicismo de imigração. In: DREHER, M. N. (Org.). Imigrações e história da Igreja no Brasil. Aparecida, SP: Editora Santuário, 1993.

BASÍLIO, SHEILA. Arquivo pessoal. 2011.

CALIMAN, Nara F. Uma Itália que não existe na Itália: as configurações da tradição no contexto da modernidade em Venda Nova do Imigrante - ES. Dissertação (Mestrado em Administração) – Programa de Pós-Graduação em Administração, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2009.

______. Tradição italiana e modernidade: a Organização da Festa da Polenta em Venda Nova do Imigrante. RIGS – Revista Interdisciplinar de Gestão Social. Online. Ano 1, v.1, n. 2, p. 115 - 137, mai/ago 2012. ISSN: 2317-2428. Disponível em: Acesso em: 03 dez. 2016.

COLBARI, A. Família e trabalho na cultura dos imigrantes iatlianos. In: CASTIGLIONI, Aurélia H. (Org.). Imigração italiana no Espírito Santo: uma aventura colonizadora. Vitória: EDUFES, 1998.

DADALTO, M. C. O discurso da italianidade no ES: realidade ou mito construído?. Pensamento Plural. Online. Ano 2, n. 3, p. 147-166, jul/dez 2008. ISSN: 2238-4642. Disponível em: Acesso em: 02 dez. 2016.

ESPÍRITO SANTO (Estado). Bandeira. [s.d.]. Disponível em < http://www.es.gov.br/site/governo/bandeira.aspx >. Acesso em: 23 mai. 2011.

GROSSELLI, Renzo M. Colônias imperiais na terra do café: camponeses trentinos (vênetos e lombardos) nas florestas brasileiras. Vitória: Arquivo Público do Estado do Espírito Santo, 2008.

LAZARRO, Agostino; COUTINHO, Gleci Avancini; FRANCESCHETTO, Cilmar. Lembranças camponesas: a tradição oral dos descendentes de italianos em Venda Nova do Imigrante. Vitória: [s.n.],1992.

MANOEL, I. A. Origens do tradicionalismo católico: um ensaio de interpretação. Revista Brasileira de Histórias das Religiões. Online. Ano 6, v. 6, n. 16, p. 07 -33, mai 2013. ISSN: 1983-2850. Disponível em: Acesso em: 02 dez. 2016.

MARTINS, José de Souza. A imigração e a crise do Brasil agrário. São Paulo: Pioneira, 1973.

______. O imaginário na imigração italiana. São Caetano do Sul, SP: Fundação Pró-Memória de São Caetano do Sul, 2003. Série Cadernos de História 2.

NICOLI, S.; GENOVEZ, P. F.; SIQUEIRA, Sueli. Imigração, memória e território: os descendentes de imigrantes italianos da microrregião de Aimorés/MG. Revista História & Perspectivas. Online. Ano 12, v. 26, n. 49, p. 371-406, jul/dez 2013. ISSN: 2176-4352. Disponível em: < http://www.seer.ufu.br/index.php/historiaperspectivas/article/view/24991> Acesso em: 02 dez. 2016.

PANDOLFI, R. A força da imigração italiana na construção de uma cultura empresarial. RIGS – Revista Interdisciplinar de Gestão Social. Online. Ano 1, v.1, n. 2, p. 91-111, mai/ago 2012. ISSN: 2317-2428. Disponível em: Acesso em: 03 dez. 2016.

SALLES, Flavia. Ética católica e cultura do trabalho: uma reflexão sobre a imigração italiana no Estado do Espírito Santo. 2011.105 f. Dissertação (Mestrado em Administração) – Programa de Pós Graduação em Administração, Universidade Federal do Espírito Santo, 2011.

SANTOS, L. B. D. Disputa pelo sagrado em Goiás em fins do século XIX: o catolicismo oficial dos bispos ultramontanos e o catolicismo popular dos leigos. RBHR – Revista Brasileira de História das Religiões. Online. Ano 1, v. 1, n. 56, p. 347-380, jan 2009. ISSN: 1883-2850. Disponível em: < http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RbhrAnpuh/article/view/26687> Acesso em: 02 dez. 2016.

SOUZA, W. D. de. Anarquismo, Estado e pastoral do imigrante. Das disputas ideológicas pelo imigrante aos limites da ordem: o caso Idalina. São Paulo: Editora UNESP, 2000.

VASCONCELLOS, J. G. M. A construção do elemento sócio-histórico na cultura das empresas capixabas. RIGS – Revista Interdisciplinar de Gestão Social. Online. Ano 1, v.1, n. 2, p. 13-33, mai/ago 2012. ISSN: 2317-2428. Disponível em: Acesso em: 03 dez. 2016.

VASCONCELLOS, J. G. M; DAVEL, E. P. B., organizadores. Inovações organizacionais e relações de trabalho: ensaios sobre o Espírito Santo. Vitória: EDUFES, 1998, vol. 17.

VASCONCELLOS, J.G.M.; A invenção do coronel: ensaio sobre as raízes do imaginário político brasileiro. Vitória: EDUFES, 1995.

VENDRAMEA, Maíra Ines; ZANINI, Maria Catarina Chitolina. Imigrantes italianos no Brasil meridional: práticas sociais e culturais na conformação das comunidades coloniais. Estudos Ibero-Americanos. Online. v. 40, n. 1, p. 128-149, jan/jun 2014. ISSN: 0101-4064. Disponível em: Acesso em: 02 dez. 2016.

VITÓRIA (Município). Monumento representa capixabas e italianos. [s.d.]. Disponível em . Acesso em: 23 mai. 2011.

WERNET, Augustin. A igreja Paulista no século XIX. São Paulo: Ática, 1987.