A Fotografia como Lugar de Memórias e Recurso Disparador da Fala no Trabalho Imaterial de Modelo de Moda

Vanessa Amaral Prestes, Carmem Ligia Iochins Grisci

Resumo


No contexto do trabalho imaterial de modelos de moda, objetivou-se apresentar a fotografia como recurso metodológico e analítico central à discussão. Considerou-se a fotografia um valioso elemento visual que tem efeito sobre o espectador que a vê, indo além de um caráter meramente ilustrativo ou representativo. Participaram do estudo, oito modelos de moda, os quais, na entrevista, portaram uma fotografia relativa ao seu trabalho, de sua livre escolha. A eles, foi solicitado que falassem livremente a respeito do seu trabalho e de si perante aquela fotografia. Desse modo, escutouse a respeito do trabalho realizado, da mobilização de si e do que viam de si na imagem. Do ponto de vista teórico-metodológico, a fotografia: i) desencadeou indagações que poderiam permanecer insuspeitadas para as pesquisadoras, caso não tivessem sido consideradas para o estudo em questão; ii) apresentou-se como lugar de memórias e recurso disparador da fala, pelo que ela mostrou e, ao mesmo tempo, não mostrou; iii) possibilitou visibilizar o invisível, ao evidenciar o trabalho imaterial como trabalho de si sobre si, resultando corpos correspondentes a padrões físicos estéticos a serviço da produção de valor. 


Palavras-chave


Trabalho Imaterial; Modelo de Moda; Fotografia

Texto completo:

PDF

Referências


BAUMAN, Z. Vida líquida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2007.

BARTHES, R. A Câmara Clara. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1984.

BIERNACKI, P.; WALDORF, D. Snowball sampling: Problems and techniques of chain referral sampling. Sociological Methods & Research, v. 10, n. 2, p. 141-163, 1981.

BONADIO, M. C. Dignidade, celibato e bom comportamento: relatos sobre a profissão de modelo e manequim no Brasil dos anos 1960. Cadernos Pagu, v. 22, p. 47-81, 2004.

BRASIL. Ministério do Trabalho e Emprego. Classificação Brasileira de Ocupações 2002. Brasília: MTE, 2002.

CAVEDON, R. N. Fotoetnografia: a união da fotografia com a etnografia no descortinamento dos não-ditos organizacionais. Organização & Sociedade – O&S, v. 12, n. 35, p. 13-27, 2005.

DAL ROSSO, S. Mais trabalho!: A intensificação do labor na sociedade contemporânea. São Paulo: Boitempo Editorial, 2008.

DEAKIN, H.; WAKEFIELD, K. Skype interviewing: Reflections of two PhD researchers. Qualitative Research, v. 14, n. 5, p. 603-616, 2014.

DENZIN, N. K.; LINCOLN, Y. S. O planejamento da pesquisa qualitativa: teorias e abordagens. Porto Alegre: Artmed, 2006.

ENTWISTLE, J.; WISSINGER, E. Keeping up appearances: aesthetic labour in the fashion modelling industries of London and New York. The Sociological Review, v. 54, n. 4, p. 774- 794, 2006.

FELIZARDO, A.; SAMAIN, E. A fotografia como objeto e recurso de memória. Discursos Fotográficos, v. 3, n. 3, p. 205-220, 2007.

GAULEJAC, V. D. Gestão como doença social: ideologia, poder gerencialista e fragmentação social. São Paulo: Ideias e Letras, 2007.

GODOY, A. S. Refletindo sobre critérios de qualidade da pesquisa qualitativa. Revista Eletrônica de Gestão Organizacional, v. 3, n. 2, p. 80-89, 2005.

GONDIM, S. M. G.; FEITOSA, G. N.; CHAVES, M. A imagem do trabalho: um estudo qualitativo usando fotografia em grupos focais. Revista de Administração Contemporânea, v. 11, n. 4, p. 153-174, 2007.

GORZ, A. O imaterial: conhecimento, valor e capital. São Paulo: Annablume, 2005.

GRISCI, C. L. I. Trabalho imaterial. In: CATTANI, A. D.; HOLZMAN, L. (Org.). Dicionário de Trabalho e Tecnologia. Porto Alegre: Ed. UFRGS, 2006.

HANNA, P. Using internet technologies (such as Skype) as a research medium: a research note. Qualitative Research, v. 12, n. 2, p. 239-242, 2012.

LAZZARATO, M.; NEGRI, A. Trabalho imaterial: formas de vida e produção de subjetividade. Rio de Janeiro: DP & A, 2001.

LIBARDI, M. Em busca da fama: profissão modelo. São Paulo: SENAC, 2004.

LIPOVETSKY, G. O império do efêmero: a moda e seu destino nas sociedades modernas. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

MAURENTE, V.; TITTONI, J. Imagens como estratégia metodológica em pesquisa: a fotocomposição e outros caminhos possíveis. Psicologia & Sociedade, v.19, n. 3, p. 33-38, 2007.

MENDONÇA, J. R. C.; BARBOSA, M. L. A.; DURÃO, A. F. Fotografias como um recurso de pesquisa em marketing: o uso de métodos visuais no estudo de organizações de serviços. Revista de Administração Contemporânea, v. 11, n. 3, p. 57-81, 2007.

MENEZES, M. A fotografia como de produção de conhecimento nas ciências humanas e sociais: primeiras aproximações. Revista de Psicologia da UNESP, v. 12, n. 1, p. 90-102, 2013.

MINAYO, M. C. D. S.; DESLANDES, S. F.; CRUZ NETO, O.; GOMES, R. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Rio de Janeiro: Vozes, 2013.

PACCE, L. Pelo mundo da moda. São Paulo: Editora SENAC, 2006.

ROSE, G. Visual methodologies: An introduction to researching with visual materials. 2. ed. Thousand Oaks, CA: Sage, 2007.

SAMAIN, E. As peles da fotografia: fenômeno, memória/arquivo, desejo. Visualidades, Goiânia, v. 10, n. 1, p. 151-164, 2012.

SCHMITZ, D. M. Vivendo um projeto em família: consumo midiático, beleza feminina e o sonho juvenil de ser modelo profissional. Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013.

SONTAG, S. Sobre fotografia. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

VILLAÇA, N. Personas na passarela: moda e subjetivação. Logos, v. 9, n. 2, p. 45-50, 2002.

ZANELLA, A. V. Fotografias e pesquisas em psicologia: retratos de alguns (des)encontros. In: ZANELLA, A. V.; TITTONI, J. (Org.). Imagens no pesquisar: experimentações. Porto Alegre: Ed. Dom Quixote, 2011.

WARREN, S. Show me how it feels to work here: using photography to research organizational aesthetics. Ephemera, v. 2, n. 3, p. 224-245, 2002.

WISSINGER, E. Modelling a Way of Life: Immaterial and Affective Labour in the Fashion Modelling Industry. Ephemera: Theory & Politics in Organization, v. 7, n. 1, p. 250-269, 2007.

______. Modeling Consumption: Fashion modeling work in contemporary society. Journal of Consumer Culture, v. 9, n. 2, p. 273-296, 2009.