Desenvolvimento de Competências Gerenciais de Gestores Públicos em Instituições Federais de Educaçã

Kelly Cristina Brito-de-Jesus, Marcos Gilberto Dos-Santos, Jader Cristino de Souza-Silva, Miguel Angel Rivera-Castro

Resumo


A defesa de gestores públicos competentes para gerenciar tornou-se uma questão emergente no processo de transformações que a agenda reformista propunha. O objetivo desta pesquisa é analisar como gestores públicos de Instituições Federais de Educação – IFEs desenvolvem as competências gerenciais. Adotou-se, nesta investigação, uma metodologia quantitativa, com a participação de 110 gestores públicos de IFEs. Dessa forma, para atender à estrutura da metodologia quantitativa, foram construídas duas escalas – escala de modalidades da aprendizagem organizacional e escala de competências gerenciais. As escalas foram validadas a partir de análise fatorial exploratória. Para identificar a relação entre as variáveis, foi realizada análise de regressão múltipla.  Os resultados sinalizam que as competências gerenciais cognitivas funcionais são explicadas pelas modalidades leitura de textos/banco de dados e mentoria e as competências gerenciais comportamentais políticas são mais influenciadas pelas modalidades leitura de textos/banco de dados e comunidades de prática. Os resultados apontam também que os gestores públicos desenvolvem as competências utilizando modalidades da aprendizagem que se aproximam de pressupostos mais cognitivistas e, em menor relevância, por meio de processos participativos e baseados na prática. 


Palavras-chave


Aprendizagem organizacional. Modalidades em AO. Competências Gerenciais. Gestores Públicos.

Texto completo:

PDF