Ações Empreendedoras e o Imaginário Social: Do Coronel Duarte ao Setor de Transporte de Cargas de Iconha

Rodrigo Kuyumjian, João Gualberto Moreira Vasconcellos, Marcelo Zandomingue Monti, Sérgio Robert de Sant'Anna

Resumo


Este artigo tem o objetivo de analisar a presença do Coronel Duarte na formação de Iconha e sua capacidade empreendedora como elemento social- histórico relevante no imaginário local, além de observar possíveis correlações frente à organização empresarial atual do Setor de Transporte de Cargas dessa cidade. Para tal, foram pesquisadas produções bibliográficas sobre a história de Iconha, como, também, realizadas entrevistas semiestruturadas e observações diretas junto às instituições locais do atual Setor de Transporte Rodoviário de Carga. O olhar do filósofo grego Cornelius Castoriadis é, neste artigo, elemento preponderante para elucidação de eventuais correlações; pois, o que se presume haver concluído, aqui, é o fato de que significações imaginárias instituídas, sobretudo em imigrantes italianos residentes em Iconha – entre o final do século XIX e início do XX –, entrelaçadas simbolicamente pelo elemento central do Coronel Duarte, ainda podem ser encontradas na vida de profissionais relacionados ao segmento de transporte de cargas do município, em dias presentes.

Palavras-chave


Empreendedorismo; Coronelismo; Imigração; Caminhões; Imaginário.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/23172428rigs.v1i2.10068