Uma Abordagem Política das Práticas Cotidianas: um Estudo Etnográfico num Circo

Josiane Silva Oliveira, Neusa Rolita Cavedon

Resumo


Objetivamos, neste artigo, discutir como as práticas cotidianas configuram-se numa dimensão política nas lógicas de ação dos sujeitos sociais nas organizações. Realizamos uma aproximação teórica entre Michel de Certeau e Michel Foucault sobre o conceito de práticas, buscando bases filosóficas desse conceito às análises organizacionais. Circunscrevemos a pesquisa a uma organização circense, e a investigação em campo foi realizada por meio da etnografia. Identificamos lógicas de ação contraditórias entre os artistas, as quais foram incorporadas pela pesquisadora; implicações das práticas organizacionais na vida pessoal dos artistas; deslocamentos de representações instituídas na sociedade sobre os artistas circenses; e práticas organizacionais estabilizadas do circo tradicional, reconfiguradas nas atuações contemporâneas. O cotidiano organizacional é constituído por lógicas de ação, as quais, apesar de, por vezes, não confrontarem diretamente as práticas organizacionais, as contrapõem silenciosamente, porém, não as destituindo de seus efeitos concretos ou subversivos, inclusive na vida pessoal dos artistas.

Palavras-chave


Práticas; Cotidiano; Organizações; Políticas; Circos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/23172428rigs.v2i1.10046