Aprendizagem Organizacional e Epistemologia da Prática: Um Balanço de Percurso e Repercussões

Debora Azevedo

Resumo


Na discussão sobre Aprendizagem Organizacional (AO), uma vertente surgida nos anos 90, pautada por uma ‘epistemologia da prática’, distancia-se do conjunto de trabalhos publicados até então especialmente por conceber a aprendizagem como um fenômeno principalmente social e cultural, e o conhecimento como situado e imbricado de diferentes modos em humanos e não-humanos. O presente ensaio teórico visa contextualizar a emergência dessa vertente. Para isso, inicia apresentando teorizações de prática presentes na literatura e que compõem o chamado Practice Turn, caracterizado pela negação de diversas dicotomias, pelo foco nas atividades cotidianas e nos processos imbricados de agir e fazer. A partir dessa caracterização, discutem- se diferentes abordagens baseadas em prática presentes na literatura de AO. Finalmente, pontuam-se possíveis contribuições que essas abordagens possam trazer para esse campo de estudo e cuidados que precisariam ser tomados ao se optar por esse tipo de abordagem.

Palavras-chave


Aprendizagem Organizacional; Estudos Baseados em Prática; Saberes; Saber Prático; Prática.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/23172428rigs.v2i1.10045