Submissões

Submissões Online

Já possui um login/senha de acesso à revista Revista de História (UFBA)?
Acesso

Não tem login/senha?
Acesse a página de cadastro

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso.

 

Diretrizes para Autores

O conteúdo dos artigos notas de pesquisa e resenhas é de inteira responsabilidade de seus autores. Serão aceitos trabalhos de autoria individual e aqueles escritos por, no máximo, dois coautores.

Os artigos serão enviados a dois pareceristas, ressalvado o anonimato do autor. Caso pelo menos um dos pareceristas sugira modificações relevantes no texto, este será devolvido ao autor, junto com os pareceres, para que sejam providenciadas as devidas alterações. Caso o artigo seja recusado, os pareceres indicando os motivos da recusa serão encaminhados ao autor com a brevidade possível.

As notas de pesquisa e resenhas serão avaliadas diretamente pelos editores.

Deve ser respeitado um intervalo de um ano entre publicações de mesma autoria.


FORMATO PARA PUBLICAÇÃO

ARTIGO

  1. O arquivo enviado deve estar limpo de quaisquer marcas de autoria, não devendo incluir o nome dos autores ou remissões a trabalhos anteriormente publicados por eles. Atentar para os Propriedades do arquivo.
  2. Deve ter de 4.000 a 10.000 palavras, independente da formatação. Referências bibliográficas e a fontes devem vir no pé da página (não é necessário listá-las no fim do texto).
  3. É recomendável indicar, em nota ligada ao título, o contexto de produção do artigo e eventuais agradecimentos a pessoas ou instituições (até 700 caracteres).
  4. Logo após o título, deve constar um resumo em português (cerca de 1.000 caracteres), e três palavras-chave. Recomenda-se a utilização de termos existentes no catálogo de assuntos da Biblioteca Nacional. As palavras-chave poderão ser revistas e adequadas pelos editores.
  5. Imagens a serem eventualmente incluídas devem ser enviadas em formulários separados, preferencialmente em formato PNG, TIFF ou JPEG com resolução mínima de 300 dpi (para bitmaps), e SVG ou EMF (para vetoriais). O texto do arquivo deve indicar claramente a localização de cada uma das imagens.


RESENHA

  1. Deve ter de 2.500 a 4.000 palavras, independente da formatação.
  2. A resenha deve referir-se a uma única obra, e não deve incluir um título próprio. Resenhas comparativas de duas ou mais obras (“review articles”) serão tratadas como artigos.
  3. A referência completa do trabalho resenhado, incluindo coleção editorial, número de páginas e ISBN, deve constar do início do texto. Exemplo: João José Reis e Eduardo Silva, Negociação e conflito: a resistência negra no Brasil escravista, Rio de Janeiro, Companhia das Letras, 1989. 151 p. ISBN 85-7164-066-1.
  4. Ao longo do texto, bastará indicar o número das páginas referenciadas entre parênteses. Referências bibliográficas adicionais são desaconselhadas. Exemplo: Ali, Crapanzano procura definir o que seja “a experiência sul-africana”. (p. 43).
  5. O nome do(a) autor(a) deve vir no final da resenha, seguido da indicação do maior título acadêmico obtido e por qual instituição. O endereço eletrônico do currículo lattes e um telefone para contato também devem ser fornecidos.
  6. Não é necessário incluir resumo ou palavras-chave
  7. São permitidas resenhas de reedições de obras. Nelas, leva-se em conta a originalidade do ângulo de análise, novas traduções, e a presença de comentários, prefácios, posfácios e outros textos que acrescentem na análise.

NOTAS DE PESQUISA

  1. As notas de pesquisa deverão ter entre 3000 palavras e 3500 palavras considerando: título, palavras-chave (de 03 a 05 palavras) referências e notas. A formatação deverá seguir o padrão exigido pela Revista de História da UFBA. Recomendamos que a Nota de Pesquisa apresente a discussão teórico-metodológica, a contextualização do tema, problematização do objeto, apresentação das fontes, progressos e dificuldades de pesquisa em andamento.
  2. Imagens a serem eventualmente incluídas devem ser enviadas em formulários separados, preferencialmente em formato PNG, TIFF ou JPEG com resolução mínima de 300 dpi (para bitmaps), e SVG ou EMF (para vetoriais). O texto do arquivo deve indicar claramente a localização de cada uma das imagens. 

REFERÊNCIAS

  1. As citações de trechos de obras e documentos devem obedecer ao seguinte critério: se forem menores que quatro linhas devem ser incorporadas ao texto entre aspas. Se forem maiores devem vir separadas do texto principal e recuadas (preferencialmente formatadas com o estilo "Citação" ou equivalente do editor de textos). Em ambos os casos não se deve usar itálico. Todas as citações devem estar acompanhadas de suas referências bibliográficas conforme as normas descritas mais adiante.
  2. As tabelas, quadros e imagens devem apresentar um título e estar numeradas sequencialmente. Devem incluir a menção de sua(s) fonte(s), com referência bibliográfica completa.
  3. Os indicadores de nota de rodapé devem ser colocados depois dos pontos, pontos e vírgulas, travessões ou dois pontos (e, apenas excepcionalmente, vírgulas). Aconselha-se especialmente evitar a proliferação de notas em um mesmo período. Exemplo: Esta concorrência pela alma dos colonizados gerou uma série de tensões:¹ católicos e protestantes disputaram palmo-a-palmo o terreno.²
  4. As notas devem vir em rodapé, com todas as referências às fontes de praxe, respeitando as seguintes regras:
  • Nas referências a fontes primárias indicar, com a máxima precisão possível, sua origem em documentos escritos, orais, iconográficos e outros. Exemplo 1: Entrevista concedida à autora por Francisco de Assis (Mestre Gigante), Salvador, 1 fev. 2002. Exemplo 2: “Bastide fala de candomblé”, Diário de Notícias, 9 out. 1962.
  • Fontes arquivísticas devem indicar, na ordem, o país, a instituição custodiadora, a seção (se houver), o fundo, a cota do documento, a ementa ou título (em itálico), o local e a data de produção em formato d mm. aaaa (este formato é válido para todas as indicações de datas). Na primeira referência a uma instituição ou fundo, pode-se indicar uma sigla, que será usada nas citações posteriores. Exemplo: Portugal, Arquivo Histórico Ultramarino (PT AHU), Luiza da Fonseca, cx. 30, doc. 3150, Consulta do Conselho Ultramarino sobre arcebispo do Brasil, D. Frei Gaspar da Madre de Deus, que pede que haja açougue separado, na Bahia, para os clérigos, Lisboa, 1 mar. 1683. Citações posteriores: PT AHU, Luiza da Fonseca, cx. 30, doc. 3150, Consulta do Conselho Ultramarino.
  • Citações de livros devem conter o nome do(a) autor(a) em ordem direta, título em itálico, número da edição (quando não for a primeira), local, editora e ano de publicação, seguido das páginas citadas, quando for o caso. Exemplo: Emilia Viotti da Costa, Crowns of glory, tears of blood: the Demerara slave rebellion of 1823, New York, Oxford University, 1994, p. 217. Citações seguintes devem referenciar apenas o sobrenome do(a) autor(a), título em itálico (podendo ser resumido a suas primeiras palavras significativas) e páginas citadas: Costa, Crowns of glory, p. 203-204.
  • Citações de teses e dissertações devem conter o nome do(a) autor(a) em ordem direta, título em itálico, tipo de trabalho, instituição, local e ano de defesa, e páginas citadas, quando for o caso. Exemplo: Elmiro Lopes Silva, Música, juventude, comportamento: nos embalos do Rock'n'Roll e da Jovem Guarda (Uberlândia, 1955-1968), Dissertação (Mestrado em História), Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2007. Citações posteriores devem referenciar apenas o sobrenome do(a) autor(a), título em itálico (podendo ser resumido a suas primeiras palavras significativas) e páginas citadas: Silva, Música, juventude, comportamento, p. 127-131.
  • Citações de capítulos de livros devem conter o nome do(a) autor(a) em ordem direta, título entre aspas, a expressão “in:”, o nome do(a) organizador(a) do livro, o título do livro em itálico, número da edição (quando não for a primeira), local, editora e ano de publicação, seguido da paginação do capítulo ou das páginas citadas, quando for o caso. Exemplo: Ver também Yvan Debbasch, “LeManiel: further notes”, in: Richard Price (Org.), Maroon Societies, Garden City, Anchor Books, 1973, p. 139-172. Citações seguintes devem referenciar apenas o sobrenome do(a) autor(a), título entre aspas (podendo ser resumido a suas primeiras palavras significativas) e páginas citadas: Debbasch, “LeManiel”, p. 158.
  • Textos publicados em atas e anais de eventos são capítulos de livros, devendo-se observar a correta indicação do autor-evento: nome do evento, seguido de, entre parênteses, seu número, o ano de realização e a cidade, separados por dois pontos. Exemplo: Alfredo Margarido, “Les difficultés de la structuration des histoires des littératures des pays africains de langue officielle portugaise”, in: Colloque International Les Littératures africaines de langue portugaise (1.: 1984: Paris), Les Littératures africaines de langue portugaise: à la recherche de l’identité individuelle et nationale, Paris, Fondation Calouste Gulbenkian, 1985, p. 513-521.
  • Citações de artigos de periódicos acadêmicos devem conter o nome do(a) autor(a) em ordem direta, o título do artigo entre aspas, o título do periódico, o volume (quando houver), o número da edição e a data entre parênteses, seguido pela paginação do artigo ou das páginas citadas, quando for o caso. Exemplo: Rita Amaral e Vafner Gonçalves da Silva, “Cantar para subir: um estudo antropológico da música ritual no candomblé paulista”, Religião e Sociedade, 16, 1-2 (1992), p. 160-184. Citações seguintes devem referenciar apenas o sobrenome do(a) autor(a), título entre aspas (podendo ser resumido) e páginas citadas:  Amaral e Silva, “Cantar para subir”, p. 173-174.
  • Citações de materiais audiovisuais devem conter o nome do(a) responsável – diretor(a), cantor(a) ou banda etc. –, título em itálico, local, editora ou produtora, data e informações sobre o suporte. Exemplo: Antônio Muricy, Pastinha! Uma vida pela capoeira – 1889-1981, [s.l.], Blimp Filmes, TV Globo, 1998, 16mm, cor, 52 min. Citações seguintes obedecem aos mesmos critérios dos demais tipos de material: Muricy, Pastinha!.
  • Materiais consultados na internet devem indicar, após a citação completa segundo o tipo de material e as regras especificadas acima, o endereço eletrônico do recurso e a data de acesso. Exemplo: Camila T. Amaral, “Tensões entre o poder secular e o poder episcopal: o conflito do açougue eclesiástico (1705-1718)”, Revista de História, 1, 1 (2009), p. 29-36, http://www.revistahistoria.ufba.br/2009_1/a02.pdf, acesso em 15 out. 2009.
  • No caso de materiais digitalizados obtidos em repositórios digitais, indicar com a máxima precisão o contexto da publicação original. Exemplo: Marcel Mauss, “La nation”, Les classiques des sciences sociales, http://classiques.uqac.ca/classiques/mauss_marcel/oeuvres_3/ oeuvres_3_14/la_nation.html, acesso em 01/10/2008 (publicado originalmente em 1920, na revista Anné Sociologique).

 

 

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.

  1. A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".
  2. O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word, OpenOffice ou RTF.
  3. URLs para as referências foram informadas quando possível.
  4. O texto está em espaço 1,5; usa uma fonte de 12-pontos; emprega itálico em vez de sublinhado (exceto em endereços URL); as figuras e tabelas estão inseridas no texto, não no final do documento na forma de anexos.
  5. O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na página Sobre a Revista.
  6. Em caso de submissão a uma seção com avaliação pelos pares (ex.: artigos), as instruções disponíveis em Assegurando a avaliação pelos pares cega foram seguidas.
  7. O arquivo enviado não possui nenhuma marca de autoria (nem mesmo nas propriedades do arquivo ou em remissões a trabalhos anteriormente publicados pelo autor).
 

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.