A Reforma da Previdência: entre o discurso e a verdade

Sérgio Ricardo Ribeiro Lima, Ricardo Candea Sá Barreto

Resumo


O estudo objetiva investigar a relação do orçamento da Seguridade Social (fontes e gastos) com a proposta de Reforma da Previdência. Neste sentido, busca-se desvelar a verdadeira natureza do "déficit" da Previdência Social. Esta pesquisa baseia-se na análise teórica institucionalista das transformações do papel do Estado, como suporte para a análise das propostas da Reforma da Previdência nos governos Temer e Bolsonaro. Neste sentido, será feita uma análise comparativa das fontes e dos recursos da Seguridade Social, pela ótica do governo e pela ótica dos dados oficiais. As conclusões deste estudo assumem que a Reforma da Previdência é o resultado de um problema estrutural do capitalismo, cuja lógica de desenvolvimento contém internamente contradições profundas que levam cada vez mais a crises sistêmicas. A análise realizada demonstrou que não há crise financeira na Previdência Social, mas sim, mecanismos institucionais de manipulação de dados que forçam a demonstração de endividamento.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/rene.v13i2.33958