Distribuição funcional de renda: tendências internacionais e dificuldades de mensuração

Daisy Caroline Nascimento Pereira, Fabrício Pitombo Leite

Resumo


Uma das críticas feitas à literatura econômica contemporânea que estuda a desigualdade de renda é que esta, predominantemente, estuda aspectos relacionados à distribuição pessoal de renda (DPR), esquecendo-se de se aprofundar nas questões relacionadas à distribuição funcional de renda (DFR). O artigo tem por objetivo apresentar as principais dificuldades teóricas e metodológicas de mensuração da Distribuição Funcional de Renda. Diante dessas dificuldades, procuramos apresentar, a dinâmica internacional da DFR, a partir da participação da renda do trabalho na renda nacional, sob uma ótica secular e contemporânea. 


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/rene.v11i2.25042