A REVISTA PRELÚDIOS SELECIONA NOVOS MEMBROS

A REVISTA PRELÚDIOS SELECIONA NOVOS MEMBROS

O Conselho Editorial da Revista Prelúdios está selecionando 4 novos membros.

A Prelúdios é um periódico organizado por pós-graduandos em Ciências Sociais da UFBA e publica artigos, entrevistas, resenhas e traduções de temas de interesse das Ciências Sociais. 
É de suma importância a participação dos estudantes do programa de pós-graduação em Ciências Socais (UFBA) nas atividades acadêmicas do curso, assim, a Revista Prelúdios surgiu como um espaço de construção coletiva mantido por mestrandos e doutorandos, visando o debate e divulgação da produção científica dentro e fora da Universidade Federal da Bahia.

As atividades do Conselho Editorial consistem em:
- Recepção e acompanhamento de artigos e demais trabalhos para avaliação
- Manutenção do site
- Organização das edições da Revista Prelúdios
- Organização de eventos promovidos ou apoiados pela Revista
- Atendimento eletrônico ao público
A atividade tem caráter voluntário e será oferecido declaração de participação no conselho editorial da revista acadêmica. Podem se candidatar pós-graduandos em Ciências Sociais da UFBA, prioritariamente estudantes de mestrado que estejam cursando o primeiro ano e de doutorado até o 6º semestre, sendo os critérios principais de avaliação:
- o comprometimento e o interesse dos alunos com a revista;
- ter vontade e disposição para contribuir na organização da Revista.
- conhecimento básico acerca da publicação acadêmica;
- disponibilidade para realizar as tarefas atribuídas e presença nas reuniões com o conselho editorial.

Etapas de seleção
1. Enviar um e-mail para contato.preludios@gmail.com com assunto "Seleção de novos membros" entre 27 de outubro e 11 de novembro de 2017, constando no corpo do texto: 
- Nome completo, Curso, Período.
- Descrever brevemente o que lhe motiva e interessa a participar da Revista Prelúdios.
2. Os selecionados devem participar de uma entrevista (data a definir).

Contamos com a colaboração de vocês!
Conselho Editorial