Uma análise interseccional da morte: Luana Barbosa e a insubordinação às estruturas

Igor Leonardo de Santana Torres, Lilian Alves Moura de Jesus

Resumo


O trabalho aqui desenvolvido surge da necessidade de realizar uma análise com lentes interseccionais, a partir do aporte teórico feminista, no intuito de entender como os diversos marcadores que entrecruzam Luana se expressaram nas circunstâncias da violência a que fora submetida. O presente artigo busca também, de maneira inicial, dar os primeiros passos na tentativa de uma compreensão de como o caso reverberou na mídia e analisar a forma como cinco periódicos brasileiros, em suas reportagens, noticiaram a morte de Luana Barbosa dos Reis, mulher negra e lésbica, moradora da periferia da cidade paulista de Ribeirão Preto, no ano de 2016.

 

Palavras -chave: Luana Barbosa; Violência; Interseccionalidade; Lesbofobia.

Texto completo:

PDF