Em busca de um cinema lésbico nacional

Naiade Seixas Bianchi

Resumo


Este artigo procura discutir a lesbiandade no cinema nacional a partir da análise de quatro longas-metragens com protagonistas lésbicas: Amor Maldito (1984), Como Esquecer (2010), Simone (2013) e Flores Raras (2013). Com fundamentação teórica apoiada nas autoras Denise Portinari (1989) e Adrienne Rich (2010), tem-se a intenção de analisar a presença de discursos hegemônicos referentes a gênero e sexualidade nesses filmes.


Texto completo:

PDF