“Mal Amadas”, “Porcas”, “Feminazis”, “Sujas”, “Xanatunzel”, “Nojentas” e “Xontuzeis” – Análise dos Discursos de Ódio sobre a performance Pelos Pêlos e seus desdobramentos

alexandra martins costa

Resumo


O presente artigo é uma análise quanti qualitativa dos discursos de ódio sobre a performance Pelos Pêlos (2013), realizada pela coletiva Tete a Teta.  A ação consiste em duas mulheres unidas pelos pêlos pubianos e que andam pelo centro da cidade, num horário de grande movimentação. Os registros dessa performance se tornaram memes de um perfil antifeminista no Facebook, que tem como propósito satirizar esse movimento social. A partir da repercussão desse material foram contabilizados 394 comentários de ódio que servem como base para produção do presente artigo. Enquanto os discursos de ódio que aqui mostramos, servem para desqualificar as mulheres. Desejamos voltar antes, ir contracorrente, fazer o trajeto contrário: analisar essas falas para qualificar ainda mais o discurso e debate feminista. E é sobre isso que desejamos nos esparramar, invocar, debruçar, remexer e cutucar.


Texto completo:

PDF