O pênis fala coisas que eu não sei dizer: para pensar em uma nova história do masculino

Júnior Ratts

Resumo


Este trabalho busca refletir quais novas narrativas (ou histórias) sobre o gênero masculino podem ser desenvolvidas em oposição à História como a conhecemos e de que forma isto pode ser realizado através da arte e, mais precisamente, pela fotografia homoerótica/homoafetiva produzida por homossexuais masculinos. Para tanto, tornar-se imprescindível uma problematização do fazer histórico tradicional e de como essa prática construiu corpos e imaginários sobre os corpos que vigoram ainda nos dias atuais a fim de que seja possível discorrer sobre ações no campo da arte e da sociologia que permitam a construção de uma nova realidade para o gênero masculino.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/peri.v1i6.20554