Arte transviada de código aberto

Tiago Rubini

Resumo


Se gênero e sexualidade são construções sociais, é indispensável que os dispositivos pelos quais eles são produzidos sejam lidos e reorganizados de maneira crítica. No trabalho, nos atentaremos à atuação da arte neste quadro como pesquisa de ciência e tecnologia. Falaremos sobre algumas práticas artísticas tendo em mente a cultura do código aberto e conceitos como o Chthuluceno de Donna Haraway, a Teoria Ator-Rede de Michell Callon e as retóricas da modernidade que a resistência política desconstrói.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/peri.v1i6.20553

Rev. Peri. Salvador, BA, Brasil. e-ISSN: 2358-0844

Este periódico está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional