O subalterno pede licença para falar

Leandro Soares da Silva

Resumo


Este artigo apresenta, na primeira parte, uma leitura do ensaio de Gayatri C. Spivak, “Pode o Subalterno Falar?” A leitura desse texto embasa a discussão apresentada na segunda parte, na qual textos de intelectuais e militantes trans* são apresentados, incluindo uma discussão sobre cisgeneridade. O artigo problematiza como o surgimento de intelectuais transfeministas, cujas vozes se erguem como subalternas que ousam falar, atualiza a questão do subalterno na academia brasileira.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/peri.v1i9.15661