Pessoas que Vivem Sozinhas em Cidades Brasileiras

Adriana Beatriz Madeira, José Augusto Giesbrecht da Silveira, Geraldo Luciano Toledo

Resumo


O objetivo do trabalho consiste no estudo do grupo de pessoas que vivem sozinhas nas oito mais populosas capitais brasileiras. Utiliza-se como base de dados os Censos de 1970, 1980, 1991 e 2000 (IBGE) e analisam-se as variáveis de segmentação demográficas e sócio-econômicas, sexo, faixa etária, renda, alfabetização, aposentadoria e posse do domicílio. Verificou-se um crescimento superior desse estrato social em comparação com a população total e a existência de tendências gerais, como a participação crescente de pessoas nas faixas etárias superiores a sessenta anos, aposentados e predominância de mulheres. Além disso, perceberam-se diferenças acentuadas entre as cidades. Acredita-se que a sistematização desses dados poderá servir de subsídio para diversos setores de atividades como indústria, varejo, serviços e, também, para as questões relacionadas ao planejamento urbano, arquitetura, administração pública e gestão do meio ambiente.

Palavras-chave


moradores; cidades; características socioeconômicas; demografia

Texto completo:

PDF


ISSN (Online) 1984-9230 - (Impresso) 1413-585X - Qualis CAPES A2

Instagram: revistaoes  |  Facebook: oesrevista  |   Twiter: revistaoes