A relevância da perspectiva funcional na formação de professores de Língua Portuguesa

Mariane Mérida Silva, Otávio de Oliveira Castelane, Joane Marieli Pereira Caetano

Resumo


Este estudo discorre sobre a indispensabilidade da abordagem linguística funcional no processo formativo de professores de Língua Portuguesa, dentro do âmbito da educação contemporânea brasileira, justificando-se pela necessidade de adoção da perspectiva funcionalista - relevante por proporcionar uma aprendizagem mais contextualizada e dinâmica da língua - na prática pedagógica docente. A partir desta pesquisa, busca-se analisar a incorporação da teoria funcionalista no desdobramento do Curso de Letras, especificamente, quanto à abordagem destinada à perspectiva linguística funcional. Logo, o objetivo geral do seguinte trabalho visa discutir a relevância da abordagem funcional na formação de professores. Especificamente, busca-se analisar as disposições dos documentos oficiais na área de Educação em Língua Portuguesa e dos dados dos principais sistemas avaliadores de habilidades dos alunos. 


Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Média e Tecnológica. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ensino Médio. Brasília: Ministério da Educação, 2002.

____. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, lei nº 9394 de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: . Acesso em 10 abr. 2015.

____. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, lei nº 5.692 de 1971. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: . Acesso em 10 abr. 2015.

NEVES, Maria Helena de Moura. Gramática na escola. São Paulo: Contexto, 1991.

NEVES, Maria Helena de Moura. Gramática na escola. São Paulo:Contexto, 2001.

ROJO, Roxane. Letramentos Múltiplos.Escola e Inclusão Social.São Paulo: Parabóla Editorial, 2009.

HALLIDAY, M.K.A; MCINTOSH, Angus; STREVENS, Peter. As ciências linguísticas e o ensino de línguas. Petrópolis: Editora Vozes, 1974.

FIORIN, José Luiz. Linguagem e ideologia. 8. ed. São Paulo: Editora ática, 2009. (Série Princípios). Disponível em: . Acesso em: 01 out. 2015.

UCHÔA, Carlos Eduardo Falcão. A linguagem: teoria, ensino e historiografia. Rio de Janeiro: Nova Fronteira S.a, 2008. (Lucerna.Série Dispersos).

UOL EDUCAÇÃO.Com novo recorde, Enem 2014 tem mais de 9,5 milhões de inscritos. Disponível em : Acesso em:22 nov. 2015

MEC/INEP. Relatório SAEB - Língua Portuguesa. 2001. p.108.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.