848. UNE THÉORIE CONJONCTURELLE DE LA RÉVOLUTION

Irene Viparelli

Resumo


Este texto é a conferência, proferida por Irene Viparelli no Congresso Karl Marx ocorrido em Novembro de 2008 na Universidade Nova de Lisboa. A autora analisa a reelaboração teórica de Marx no calor dos acontecimentos históricos ocorridos entre 1848 e 1851, em especial a relação entre crise e revolução. Objetiva-se, com a publicação, afirmar o marxismo como teoria social e de conhecimento viva e atual, porque histórica. Sendo elaboração em pensamento da totalidade contraditória que a humanidade vive nas formações sociais do modo de existência, o marxismo contribui para o debate qualificado da atual crise do capitalismo e se constitue subsídio a práticas sociais que possibilitem a sua superação, o socialismo. 


Palavras-chave


Crise; Intensidade; Conjuntura; Marxismo

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2018 Germinal: Marxismo e Educação em Debate

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Germinal: Marx. Educ. em Debate, Salvador - ISSN: 2175-5604.