TRAJETÓRIA DE ELABORAÇÃO DA PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL NO SISTEMA DE ENSINO DE BAURU NA PERSPECTIVA TEÓRICA DA PEDAGOGIA HISTÓRICO-CRÍTICA E TEORIA HISTÓRICO-CULTURAL

Marta de Castro Alves Corrêa

Resumo


O presente artigo tem como objetivo apresentar a trajetória de implantação da pedagogia histórico-crítica e teoria histórico-cultural na Educação Infantil do Sistema Municipal de Ensino de Bauru e enfatiza o processo de formulação colaborativa de uma nova proposta pedagógica ancorada na perspectiva marxista, discutindo os avanços e dificuldades encontrados na elaboração do referido documento para garantir os princípios desta concepção na orientação teórico-prática do coletivo escolar. Para tanto, foi necessário recuperar a memória do trabalho desenvolvido nesta etapa de ensino desde sua implantação no município; pois entende-se que, ao investigar as ações educativas passadas, é possível compreender o posicionamento teórico adotado para a efetivação do caráter formal que a escola da infância assume no contexto desta pedagogia. Para a organização do estudo, optamos pelo relato de experiência, por melhor adequar-se aos propósitos deste trabalho e permitir conhecer as variáveis que contribuíram para a opção pela pedagogia histórico-crítica e teoria histórico-cultural como unidade teórica privilegiada para o ensino da criança de zero a cinco anos.


Palavras-chave


Educação Infantil; proposta pedagógica; pedagogia histórico-crítica; teoria histórico- cultural.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/gmed.v5i2.9710

Direitos autorais 2018 Germinal: Marxismo e Educação em Debate

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Germinal: Marx. Educ. em Debate, Salvador - ISSN: 2175-5604.