PEDAGOGIA HISTÓRICO-CRÍTICA: TEORIA SEM PRÁTICA? – ONDE ESTÁ O CRITÉRIO DE VERDADE?

João Luiz Gasparin

Resumo


Este trabalho tem como objetivo evidenciar uma prática da pedagogia histórico-crítica no processo escolar de ensino e aprendizagem. A questão diretriz deste trabalho docente e foi assim formulada: É possível a pedagogia histórico-crítica se constituir teórica e praticamente em uma didática nos cursos de licenciatura e no trabalho dos professores da rede pública estadual e das prefeituras municipais? O referencial teórico-metodológico do trabalho é o materialismo histórico-dialético. O relato trata da pedagogia histórico-crítica em sua aplicação prática em sala de aula. A metodologia de trabalho nos cursos de licenciatura consiste na apresentação dos fundamentos do materialismo histórico-dialético e da teoria histórico-cultural, bem como da explicação dos passos da pedagogia histórico-crítica e sua respectiva didática. Nas assessorias a secretarias municipais de educação segue-se a mesma estrutura teórica acrescida do planejamento de unidades de conteúdo que serão efetivamente aplicadas em sala de aula. Os resultados do trabalho teórico-prático com os licenciandos e com os professores da rede estadual de ensino e com os docentes das prefeituras evidenciam resultados positivos de aprendizagem dos educandos, mas apontam também a necessidade de aprofundamento teórico e a luta pela conquista das condições adequadas para a implantação efetiva da pedagogia histórico-crítica e sua didática nas escolas. 


Palavras-chave


educação; pedagogia histórico-crítica; didática da pedagogia histórico-crítica; planejamento de ensino

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/gmed.v5i2.9701

Direitos autorais 2018 Germinal: Marxismo e Educação em Debate

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Germinal: Marx. Educ. em Debate, Salvador - ISSN: 2175-5604.