O EMPRESARIAMENTO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA: O CASO DO PROGRAMA ACELERA BRASIL

Carmen Cunha Rodrigues de Freitas, Leticia Bezerra de Lima, Ligia Karam Corrêa de Magalhães, Claudia Lino Piccinini

Resumo


Este texto objetiva uma análise preliminar do Programa Acelera Brasil, do Instituto Ayrton Senna, voltado para corrigir o fluxo do Ensino Fundamental. A partir de pesquisa documental e de entrevista, aponta elementos constitutivos da educação em contexto econômico, político e social, com a forte presença de empresas privadas na elaboração, execução e avaliação das políticas educacionais. Discute o empresariamento e o movimento de resistências; as políticas de aceleração, destacando a política do Programa; e questões relativas à (falta de) autonomia docente. Preliminarmente, aponta as concepções do Programa na busca da superação das taxas de baixo aproveitamento escolar.


Palavras-chave


Autonomia docente; políticas de aceleração da aprendizagem.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/gmed.v5i1.9639

Direitos autorais 2018 Germinal: Marxismo e Educação em Debate

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Germinal: Marx. Educ. em Debate, Salvador - ISSN: 2175-5604.