Glosas marginais ao programa do Partido Operário Alemão

Karl Heinrich Marx

Resumo


Escrito por Karl Marx em 1875, por ocasião do esforço de fundação de um partido operário alemão unificado. Este esforço era apoiado por Marx e Engels, que, entretanto, denunciavam os erros e concessões ali presentes, em decorrência da forte influência do lassallianimo. O documento é composto por um conjunto de observações críticas ao projeto de programa do futuro partido operário alemão unificado. A relevância histórica e política do texto decorrem da formulação de aspectos essenciais da teoria do comunismo, tais como, a revolução socialista, a ditadura do proletariado, o período de transição do capitalismo para o comunismo, as duas fases da sociedade comunista, a produção e a distribuição do produto social no socialismo e os traços fundamentais do comunismo, o internacionalismo proletário e o partido da classe operária. No contexto do debate proposto neste número, do anúncio continuado de que a saída está com Marx para além de Marx, e da urgência na retomada de um projeto histórico, as teses defendidas na crítica ao programa de Gotha apresentam-se como sementes já germinadas a serem cultivada pelos intelectuais marxistas.

Palavras-chave


Política. História. Comunismo. Fundamentos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/gmed.v2i1.9610

Direitos autorais 2018 Germinal: Marxismo e Educação em Debate

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Germinal: Marx. Educ. em Debate, Salvador - ISSN: 2175-5604.