Divisão da formação em educação física: “crônica de uma morte anunciada”

Giovanni Frizzo

Resumo


O objetivo deste artigo é sistematizar o processo de implementação das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Física (EF), que promoveu a divisão da formação de professores de EF em Licenciatura e Bacharelado e que, atualmente, vem sendo questionada em diversas Universidades que estão realizando processos de reestruturações curriculares. Partimos de um pressuposto que as mudanças nos currículos de EF são a expressão de um projeto de sociedade que necessita formar um novo modelo de trabalhador para atender as demandas do capital, que passa por um processo de crise estrutural.


Palavras-chave


Formação de Professores; Educação Física; Crise do Capitalismo; Reestruturação Curricular; Educação

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/gmed.v2i2.9591

Direitos autorais 2018 Germinal: Marxismo e Educação em Debate

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Germinal: Marx. Educ. em Debate, Salvador - ISSN: 2175-5604.