Educação e Revolução

Ivo Tonet

Resumo


“Os homens fazem a sua própria história, mas não a fazem segundo a sua livre vontade, em circunstâncias escolhidas por eles próprios, mas nas circunstâncias imediatamente encontradas, dadas e transmitidas pelo passado” (K Marx, 2008. P. 207). É em circunstâncias muito precisas que os homens fazem a sua história hoje. E, do ponto de vista dos interesses mais profundos da classe trabalhadora, esse momento se apresenta com um caráter fortemente contra-revolucionário. O resgate sólido da teoria revolucionária, o que implica uma crítica das deformações teóricas e práticas passadas, é condição imprescindível para continuar a sustentar o projeto histórico comunista e, ao mesmo tempo, iluminar os caminhos do futuro. Como a educação pode contribuir para isso? É sobre isso que pretendemos refletir nesse texto.

Palavras-chave


trabalho, política, educação, revolução

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/gmed.v2i2.9582

Direitos autorais 2018 Germinal: Marxismo e Educação em Debate

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Germinal: Marx. Educ. em Debate, Salvador - ISSN: 2175-5604.