A CIÊNCIA E A EDUCAÇÃO NA CONSTRUÇÃO DA CONSCIÊNCIA DE CLASSE: A GREVE DOS DOCENTES DA IFE – INSTITUIÇÕES FEDERAIS DE ENSINO

Júlio Carlos Figueiredo

Resumo


Este artigo desenvolve o argumento de que a greve dos docentes das IFE – Instituições Federais de Ensino indica o início de um novo período da luta de classes no país ainda que avalie que o seu desfecho inclua a possibilidade de ampliação de dificuldades caso seja aprovado o plano de carreira do governo. O período histórico apresentado pelo artigo considera a greve dos petroleiros e a reforma do Estado do governo FHC em 1995 como referência para a análise do significado do movimento atual que alcançou, no final do mês de agosto deste ano, mais de cem dias de duração. Parte da concepção de que a formação da consciência de classe, a organização e a luta dos trabalhadores estão diretamente vinculadas à viabilidade de um projeto emancipador que defina os rumos da produção científica e da educação em geral.

Palavras-chave


Greve; Consciência e luta de classe; Ciência; Educação

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/gmed.v4i2.9386

Direitos autorais 2018 Germinal: Marxismo e Educação em Debate

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Germinal: Marx. Educ. em Debate, Salvador - ISSN: 2175-5604.