A análise de Vânia Bambirra acerca da opressão das mulheres latino-americanas no lastro da teoria marxista da dependência

Sandra Maria Marinho Siqueira

Resumo


Este artigo visa resgatar a vida e o pensamento de Vânia Bambirra, em um contexto de recrudescimento do pensamento conservador e de ações persecutórias ao marxismo. Esta importante autora teceu notáveis contribuições em três eixos: a teoria marxista da dependência, a transição ao socialismo e a situação das mulheres trabalhadoras no capitalismo. Fundadora da Organização Revolucionária Marxista - Política Operária (ORM-Polop), exilou-se no Chile no período da ditadura militar brasileira, participando ativamente da luta de classes travada na América Latina. Com a abertura do regime democrático, retornou ao Brasil e contribuiu com a fundação do PDT,  do qual rompeu em 2000.

Palavras-chave


Vânia Bambirra; mulheres; marxismo.

Texto completo:

PDF

Referências


BAMBIRRA, Vânia. A propósito del “Año Internacional de la Mujer”. s/d (mimeo)

BAMBIRRA, Vânia. La mujer chilena en la transição al socialismo. Revista Punto Final, n. 133, Santiago de Chile, junio de 1971.

BAMBIRRA, Vânia. Liberación de la mujer y lucha de clase. Revista Punto Final, n. 151, Santiago de Chile, febrero de 1972.

BAMBIRRA, Vânia. Memorial. Brasília: Fundação Universidade de Brasília, 1991

BAMBIRRA, Vânia. O capitalismo dependente latino-americano. Florianópolis: Insular, 2013

PAVAN, Bruno. Morre a cientista política e militante Vânia Bambirra. Brasil de Fato, dezembro de 2015.




DOI: http://dx.doi.org/10.9771/gmed.v12i1.36655

Direitos autorais 2020 Germinal: Marxismo e Educação em Debate

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Germinal: Marx. Educ. em Debate, Salvador - ISSN: 2175-5604.