A constituição da educação escolar moderna: do viés emancipador à estagnação conservadora

Fernanda Bartoly Gonçalves de Lima

Resumo


O presente artigo busca resgatar a compreensão histórica da constituição da escola moderna como forma dominante de educação, problematizando os rumos ideológicos tomados a partir do período no qual a classe burguesa se consolida como classe dominante. Para isso, se realiza uma pesquisa de cunho teórico, na perspectiva materialista histórica dialética, demonstrando como a prerrogativa da emancipação se apresenta nesse primeiro momento de constituição revolucionária e em um posterior momento de decadência ideológica. Defende-se que uma compreensão maior acerca desses processos conservadores poderia, além de ampliar a percepção do que ocorre hoje no âmbito da atual retomada conservadora, auxiliar a resgatar a potencialidade revolucionária da educação escolar, que se materializa na socialização do conhecimento socialmente acumulado. Entende-se que o conhecimento, em sua radicalidade histórica, é substancial para a formação do sujeito revolucionário – o sujeito que concentra as condições subjetivo-objetivas para a luta pela emancipação humana.


Texto completo:

PDF

Referências


ARCE, Alessandra. A pedagogia na "era das revoluções": uma análise do pensamento de Pestalozzi e Froebel. Campinas: Autores Associados, 2002.

COUTINHO, Carlos Nelson. Estruturalismo e miséria da razão. 2ª ed. São Paulo: Expressão Popular, 2010.

CUNHA, Marcus Vinícius da. John Dewey e o pensamento educacional brasileiro: a centralidade da noção de movimento. Rev. Bras. Educ. [online], n.17, p. 86-99, mai/ago 2001. Disponível em: . Acesso em 23 dez. 2015.

CURADO SILVA, Kátia A. Curado P. Cordeiro. Professores com formação stricto sensu e o desenvolvimento da pesquisa na educação básica da rede pública de Goiânia: realidades, entraves e possibilidades. 2008. 292 p. Tese (Doutorado em Educação) Faculdade de Educação, UFG, Goiânia, 2008.

DEWEY, John. Democracia e educação. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1959.

DUARTE, Newton. Lukács e Saviani: a ontologia do ser social e a pedagogia histórico-crítica. In: SAVIANI, Dermeval; DUARTE, Newton. Pedagogia histórico-crítica e luta de classes na educação escolar. Campinas: Autores Associados, 2012. p. 37-57.

______. A formação do indivíduo e a objetivação do gênero humano. 1992. 238f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1992.

DURKHEIM, Émile. Educação e sociologia. Petrópolis: Ed. Vozes, 2011.

FREITAS, Luiz Carlos de. Os reformadores empresariais da educação: da desmoralização do magistério à destruição do sistema público de educação. Rev. Educação e Sociedade, Campinas, v. 33, n. 119, p. 379-404, jun. 2012.

HUNGARO, Edson Marcelo. Trabalho, tempo livre e emancipação humana: os determinantes ontológicos das políticas sociais de lazer. 2008. 264p. Tese (Doutorado em Educação Física) - Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas-SP, 2008.

KONDER, Leandro. A construção da proposta pedagógica do SESC Rio. Rio de Janeiro: Ed. SENAC Rio, 2000.

LARA, Ricardo. Notas lukacsianas sobre a decadência ideológica da burguesia. Rev. Katálysis, Florianópolis, v. 16, n. 1, p. 91-100, jan/jun, 2013.

LESSA, Sérgio. Para compreender a Ontologia de Lukács. São Paulo: Instituto Lukács, 2015.

______. Introdução à ontologia de Lukács: aspectos históricos e ontológicos. Brasília: Programa de Pós-graduação em Educação Física - PPGEF/UnB. 2012. 5 Discos Digitais de Vídeo (DVD). 803min.

LIMA, Marteana Ferreira de. Trabalho, reprodução social e educação em Lukács. 2009. 128p. Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Estadual do Ceará - UECE, Fortaleza, 2009.

LÖWY, Michael. As aventuras de Karl Marx contra o Barão de Münchhausen. São Paulo: Cortez, 1998.

LUKÁCS, György. Marx e o problema da decadência ideológica. In:______. Marxismo e teoria da literatura. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1979.

LUIZ, Danota Estrufika Cantoia. Emancipação e Modernidade: elementos para uma discussão. Serviço Social em Revista (Online), v. 9, n. 1, p. 01-20, jul/dez 2006. Disponível em: Acesso em 16 dez. 2015.

MARX, Karl. Crítica da filosofia do direito de Hegel – Introdução. In: ______. Crítica da filosofia do direito de Hegel. São Paulo: Boitempo Editorial, 2010.

______. Para a questão judaica. São Paulo: Expressão popular, 2009.

______. Manuscritos econômico-filosóficos. São Paulo: Boitempo editorial, 2008.

______. A miséria da filosofia. São Paulo: Global, 1985.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã. São Paulo: Expressão Popular, 2009.

NETTO, José Paulo. Prólogo à edição brasileira. In: MARX, Karl. Para a questão judaica. São Paulo: Expressão popular, 2009.

SAVIANI, Dermeval. Trabalho e educação: fundamentos ontológicos e históricos. Revista Brasileira de Educação, v. 12, n. 34, p. 152-165, jan./abr. 2007.

______. O trabalho como princípio educativo frente às novas tecnologias. In: FERRETTI, C. J. et al. (Org.). Novas tecnologias, trabalho e educação: um debate multidisciplinar. Petrópolis: Vozes, 1994. p. 151-168.

______. Educação: do senso comum à consciência filosófica. São Paulo: Cortez Editora; Autores Associados, 1989.

______. Escola e democracia: teorias da educação, curvatura da vara, onze teses sobre educação e política. São Paulo: Cortez, 1987.

SUCHODOLSKI, Bogdan. A pedagogia e as grandes correntes filosóficas: a pedagogia da essência e a pedagogia da existência. São Paulo: Centauro, 2002.

TILLMANN, Reinaldo. Emancipação e subordinação: duas teorias educativas no mundo do trabalho. Rev. Sociedade em Debate, Pelotas, 8(1):5-18, p. 19-36, abr. 2002.

VÁZQUEZ, A. Sánchez. Filosofia da práxis. São Paulo: Expressão Popular, 2007.




DOI: http://dx.doi.org/10.9771/gmed.v11i3.33904

Direitos autorais 2020 Germinal: Marxismo e Educação em Debate

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Germinal: Marx. Educ. em Debate, Salvador - ISSN: 2175-5604.