Aportes teóricos e metodológicos para a história da ciência com base no materialismo histórico-dialético

Andriel Rodrigo Colturato, Luciana Massi

Resumo


O referencial marxista tem sido pouco utilizado na história da ciência, sendo frequentemente acusado, no decorrer da história, de ideológico, geral e economicista, enquanto surgem outras abordagens que priorizam a análise do sujeito em detrimento da realidade objetiva. O objetivo deste trabalho é sistematizar uma abordagem historiográfica com base no materialismo histórico-dialético, discutindo aspectos históricos, teóricos e metodológicos, com a finalidade de propor formas de elaboração da história. Defende-se que é possível superar os paradigmas tradicionais por meio de uma historiografia marxista que revele elementos fundamentais nas discussões da história da ciência.

Palavras-chave


Marx; Tradição marxista

Texto completo:

PDF

Referências


ALFONSO-GOLDFARB, A. M. O que é história da ciência. 1. ed. São Paulo: Brasiliense, 2004. (Série Primeiros Passos, 286).

BERNAL, J D. Ciência na história. Tradução de António Neves Pedro. Lisboa: Livros Horizonte, 1969. (Coleção Movimento).

BERNAL, J.D. The social function of science. London: George Routlegde & SONS, 1946.

CONNER, C. D. A people's history of science. New York: Nation Books, 2005.

DEBUS, A. G. O homem ea natureza no Renascimento. Porto: Porto Editora, 2002.

FARRINGTON, B. Francis Bacon: Philosopher of Industrial Science. New York: Henry Schuman, 1949.

FILGUEIRAS, C. A. L. A revolução química de Lavoisier: uma verdadeira revolução?

Química Nova, São Paulo, v. 18, n. 2, 1995.

FILGUEIRAS, C. A. L. Lavoisier: o estabelecimento da química moderna. São Paulo: Odysseus, 2002.

GAVROGLU, K. O passado das ciências como história. Tradução de Custódio Magueijo. Porto: Porto Editora, 2007. (Coleção História e Filosofia da Ciência).

GILLISPIE, C. C. (Org.). Dictionary of scientific Biography. New York: Charles Scribner's Sons, v.2, 1981.

GILLISPIE, C. C. The Natural History of Industry. Isis, v. 48, n. 4, p.398-407, dez. 1957.

GOMES, G, F. A ciência guiada por fatores sociais: a abordagem de Boris Hessen e sua contribuição para a sociologia da ciência. In: HAYASHI, M.C.P.I.; RIGOLIN, C. C. D.; KERBAUY, M.T.M (orgs). Sociologia da ciência: contribuições ao campo CTS. Campinas: Alínea, 2014. p.41-58.

GRAMSCI, A. Cadernos do cárcere. Tradução de Carlos Nelson Coutinho. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1999.

HESSEN, B. As raízes sócio-econômicas dos principia de Newton. In: GAMA, R. (Org.) Ciência e Técnica: antologia dos textos históricos. São Paulo: T. A. Queiroz.

HESSEN, B. The social and economic roots of newton’s ‘principia.’ In: International congress of the history of science and technology. 2. ed. Science at the Cross Roads: Papers Presented to the International Congress of the History of Science and Technology. London: Frank Cass. 1971.

HOBSBAWM, E. J. A era das revoluções. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977.

HOBSBAWM, E. J. Sobre história. Tradução de Cid Knipel Moreira. São Paulo: Companhia das Letras, 2013.

LUKÁCS, G. O particular à luz do materialismo dialético. LUKÁCS, G. Introdução a uma estética marxista. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978.

LUKÁCS, G. Para uma ontologia do ser social II. São Paulo: Boitempo, 2013.

MARTINS, L. A. P. História da ciência: objetos, Métodos e problemas. Ciência & Educação. Bauru, v. 11, n. 2, p. 305-317, 2005.

MARTINS, R. A. Ciência versus historiografia: os diferentes níveis discursivos nas obras sobre história da ciência. In: ALFONSO-GOLDFARB, A. M.; BELTRAN, M. H. R. (orgs.). Escrevendo a História da Ciência: tendências, propostas e discussões historiográficas. São Paulo: EDUC / Livraria de Física / FAPESP, 2004. p. 115 145.

MARTINS, R. A. História e história da ciência: encontros e desencontros. In: Actas do 1º. Congresso Luso-Brasileiro de História da Ciência e da Técnica (Universidade de Évora e Universidade de Aveiro), 2000. Évora: Centro de Estudos de História e Filosofia da Ciência da Universidade de Évora, 2001. p. 11-46.

LAVOISIER, A. L. Tratado Elementar de Química. São Paulo: Madras, 2007.

LÖWY, M. As aventuras de Karl Marx contra o Barão de Münchhausen: marxismo e positivismo na sociologia do conhecimento. Tradução de Juarez Guimarães, Suzanne Felice Léwy. São Paulo: Busca Vida, 1987.

MARX, K. Contribuição à crítica da economia política. 2. ed. Tradução de Florestam Fernandes. São Paulo: Expressão Popular, 2008.

MODY, C. C. M. Scientific Practice and Science Education. Science Education, v. 99, n. 6, p. 1026–1032, 2015.

NEWTON, Isaac. Mathematical Principles of Natural Philosophy: Optics. Tradução A. Motte. 2.ed. Chicago: Encyclopaedia Britannica, 1952. (Col. Great Books of Western World, v. 34).

PARTINGTON, J. R. A History of Chemistry. New York: St. Martin’s Press, 1961, v.4.

PAULO NETTO, J. Introdução ao estudo do método de Marx. São Paulo: Expressão popular, 2011.

PAULO NETTO, J. Relendo a teoria marxista da história. In: SAVIANI, D,; LOMBARDI, J. C. História e história da educação: o debate teórico-metodológico atual. Autores Associados, 2018.

PAULO NETTO, J. Ainda vale a pena ler J. D. Bernal, o sábio. Blog da Boitempo, 2016. Disponível em: https://blogdaboitempo.com.br/2016/06/10/ainda-vale-a-pena-ler-j-d-bernal-o-sabio/. Acesso em: 25 set. 2019.

PORTER, R. The history of science and the history of society. In: Olby, R. C. et al (orgs). Companion to the history of modern science. London: Routledge, 1996 Pp. 32-46.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 11. ed. Campinas: Autores Associados, 2011. 160 p.

SMITH, J. G. The Origins and early development of the heavy Chemical Industry in France. Oxford: Clarendon Press, 1979.

SAVIANI, D. História das ideias pedagógicas no Brasil. Campinas, SP: Autores Associados, 2007.

SEABRA, V. C. Elementos de chimica. Coimbra: [s.n.]. 1788.

THUILLIER, G.; TULARD, J. La méthode en histoire. Paris: Presses Universitaires de France, 1991.

TONET, I. Método científico: uma abordagem ontológica. São Paulo: Instituto Lukács, 2013.

YOUNG, R. M. Marxism and history of science. In: OLBY, R.C. et al. (eds.) Companion to the history of modern science. London: Routledge, 1996. p.77-86




DOI: http://dx.doi.org/10.9771/gmed.v11i3.33700

Direitos autorais 2020 Germinal: Marxismo e Educação em Debate

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Germinal: Marx. Educ. em Debate, Salvador - ISSN: 2175-5604.