Escola Única do Trabalho Pós-Revolução Russa de 1917 e o Trabalho como Princípio Educativo

Valter de Jesus Leite, Liliam Farias Porto Borges

Resumo


Nos marcos dos cem anos da revolução Russa de 1917, objetivamos, neste artigo, indicar elementos que integraram a experiência da Escola Única do Trabalho pós-revolução Russa (1917-1931). Para tal, recorremos a um estudo bibliográfico, que tem por base, essencialmente os escritos de Pistrak, Lunatcharski, Krupskaia, Shulgin, Lenin, Freitas, Saviani e os Programas Oficiais da Educação na República dos Soviets. Destacamos, a partir desses estudos, que construir os embriões da sociedade socialista é educar e agir nas contradições das condições e das determinações da sociedade capitalista na atualidade com vistas à transformação social.


Palavras-chave


Pedagogia Socialista, Escola do Trabalho, Trabalho como princípio educativo.

Texto completo:

PDF

Referências


CALDART, R. S. Educação no MST e Projeto Educativo Socialista: Convicções e Desafios de Luta e Construção. II Encontro Nacional das Educadoras e dos Educadores da Reforma Agrária, setembro de 2015. (mimeo).

CIAVATTA, M; LOBO, R. Pedagogia Socialista. In: CALDART, Roseli et al. (org.) Dicionário da Educação do Campo, RJ/SP, EPSJV/Expressão Popular, 2012.

ENGELS, F. Princípios básicos do comunismo. Lisboa: Editorial Avante, 1982.

FREITAS, L. C. A escola única do trabalho: explorando os caminhos de sua construção. In: CALDART, R. S. (Org.) Caminhos para a transformação da Escola: Reflexões desde práticas da Licenciatura em Educação do Campo. São Paulo: Expressão Popular, 2010. (Cadernos do ITERRA n. 15).

_______. A luta por uma pedagogia do meio: revisitando o conceito. In: PISTRAK, M. M. (Org.) A Escola-Comuna. São Paulo: Expressão Popular, 2009a.

______. Prefácio. In: PISTRAK, M. Ensaios sobre a escola politécnica. São Paulo: Expressão Popular, 2015.

FREITAS, C. R. O escolanovismo e a pedagogia socialista na União Soviética no início do século XX e as concepções de educação integral e integrada. – Cascavel, PR; UNIOESTE, 2009. [dissertação de mestrado].

LENIN, V. I. Tarefas das Juventudes Comunistas (Discurso Pronunciado no III Congresso da União das Juventudes Comunistas da Rússia.p.95-112. In: LENIN, V. I. Cultura e Revolução Cultural. Tradução Lincoln Borges Jr. Rio de Janeiro - Civilização Brasileira, 1968.

LUNATCHARSKI, A. A Educação na Rússia Revolucionária. s/d. Disponível em: http://www.gepec.ufscar.br/textos-1/teses-dissertacoes-e-tccs/a-educacao-na-russia-revolucionaria/at_download/file Acesso em 07 de setembro de 2014.

_______. Decreto sobre la a educación popular. In.

http://marxists.org/espanol/lunacha/obras/1917-11-11.htm.Acesso em 26 de abril de 2014.

PISTRAK, M. Fundamento da escola do trabalho. 1. ed. São Paulo: Expressão Popular, 2000.

_______. A Escola Comuna. São Paulo: Expressão Popular, 2009.

_______. Ensaios sobre a Escola Politécnica. São Paulo: Expressão Popular, 2015.

PROGRAMAS OFICIAIS. A educação na República dos Soviets. Trad. de Violeta Sandra. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1935.

SAVIANI, D. Marxismo, educação e pedagogia. In. SAVIANI, D; DUARTE, N (orgs.). Pedagogia Histórico-crítica e luta de classes na educação escolar. - Campinas, SP: Autores Associados, 2012.

SAVIANI, N. Concepção Socialista de Educação: a contribuição de Nadedja Krupskaya. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, número especial, p. 28-37, 2011.

SERGE, V. O ano I da Revolução Russa. São Paulo: Ensaio, 1993.

SHULGIN, Viktor. Rumo ao politecnismo. São Paulo: Expressão Popular, 2013.




DOI: http://dx.doi.org/10.9771/gmed.v10i3.29014

Direitos autorais 2019 Germinal: Marxismo e Educação em Debate

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Germinal: Marx. Educ. em Debate, Salvador - ISSN: 2175-5604.