A TEORIA POLÍTICA DE MARX E SUA ATUALIDADE NO SÉCULO XXI

Anita Helena Schlesener

Resumo


Análise da primeira parte do Manifesto, a partir dos pressupostos teórico-metodológicos contidos no Prefácio de 1859, que abre o escrito: Para a Crítica da Economia Política, a fim de explicitar o modo como o movimento histórico se concretiza por meio da geração e superação de contradições e como, a partir delas, se efetiva o movimento do real. A contradição traz uma negação interna que se expressa no devir: os seres são uma realidade dividida em si mesma, permanente devir. A produção e superação das contradições caracteriza o movimento da história, revela o real realizando-se como luta. Destes pressupostos se explicita o movimento produzido pelo antagonismo de classes e o significado de luta de classes. As notas sobre as novas dimensões da luta de classes evidenciam a força mistificadora da ideologia e, para entender este processo, recorremos ao conceito de hegemonia de Gramsci.  Como conclusão, seguem-se algumas notas sobre a atualidade das colocações dos autores sobre luta de classes.


Palavras-chave


Marx, Tradutibilidade, luta declasses

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/gmed.v10i1.26022

Direitos autorais 2018 Germinal: Marxismo e Educação em Debate

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Germinal: Marx. Educ. em Debate, Salvador - ISSN: 2175-5604.