MARXISMO E A ORGANIZAÇÃO DO ENSINO DE MATEMÁTICA: SIGNIFICAÇÕES DE SUJEITOS EM GRUPO DE ESTUDOS E PESQUISAS

Everaldo Gomes Leandro, Maria do Carmo de Sousa, José Antônio Araujo Andrade

Resumo


Neste artigo, objetivamos apresentar um recorte de uma pesquisa de mestrado, no qual buscamos compreender quais as possibilidades de inter-relação entre a teoria marxista e a organização do ensino de Matemática. Para isso, investigamos o processo de significação de sujeitos-participantes de um grupo de estudos e pesquisas ao discutirem coletivamente pressupostos da obra marxista para a organização do ensino de Matemática. A partir da análise interpretativa, constatamos que um ponto de aproximação, entre a obra marxista com a organização do ensino de Matemática na perspectiva lógico-histórica, está associado à compreensão de como se dá o desenvolvimento do conhecimento por meio da ótica do materialismo histórico-dialético. Os dados construídos pela pesquisa revelaram a necessidade de reflexão conjunta sobre pressupostos da teoria marxista para a organização do ensino de Matemática.

 


Palavras-chave


Educação Matemática; Organização do Ensino; Marxismo e Educação; Perspectiva Lógico-Histórica.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/gmed.v10i1.25069

Direitos autorais 2018 Germinal: Marxismo e Educação em Debate

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Germinal: Marx. Educ. em Debate, Salvador - ISSN: 2175-5604.