AUTOGESTÃO ORGÂNICA SOCIOPRODUTIVA: PRÁXIS PARA IR ALÉM DA ALIENAÇÃO

Édi Augusto Benini, Liliam Deisy Ghizoni, Erika Porceli Alaniz

Resumo


Por definição, ir além da alienação significa superar as suas mediações sociais. Enquanto que no trabalho assalariado, tais mediações revelam-se na divisão social hierárquica, nas experimentações de trabalho associado, essas mesmas mediações impõem-se no campo da produção e circulação de mercadorias. O artigo discute a crítica dialética como recurso metodológico para se instaurar a práxis questionadora e transformadora dessa realidade, ensejando um processo social de compreensão crítica e construção política da emancipação social. Alicerçadas nessa práxis, em oposição à subordinação e à subsunção do trabalho ao capital, afirmam-se a organicidade (controle da produção) e a autogestão (autodeterminação política).

Palavras-chave


trabalho; alienação; autogestão

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/gmed.v9i1.18240

ISSN: 2175-5604