NOTAS SOBRE A RELAÇÃO ENTRE CORPO, TRABALHO E FORMAÇÃO HUMANA A PARTIR DA ONTOLOGIA DO SER SOCIAL

Hugo Leonardo Fonseca da Silva

Resumo


Este artigo tem o objetivo de refletir sobre como a organização corporal humana sintetiza numerosas determinações que expressam a dinâmica contraditória entre humanização e alienação. Por meio do método ontológico-genético identifico e analiso como a organização corporal e a corporalidade humanas expressam mediações no processo de formação do indivíduo mediante a dialética entre objetividade e subjetividade constituída pelos elementos naturais condicionados às determinações sócio-históricas. O estudo aponta a necessidade de compreender a trajetória histórica da formação corporal humana no interior do processo de humanização da natureza por meio do trabalho, cujas expressões tendem constituir modos de educação em que o indivíduo estabelece uma relação consciente com o gênero humano mediado pela cultura corporal.

Palavras-chave


corpo; trabalho; formação humana

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/gmed.v9i1.15871

ISSN: 2175-5604