TRABALHO, EDUCAÇÃO E REPRODUÇÃO EM LUKÁCS

Gisele Masson

Resumo


Este artigo é resultado de pesquisa que teve como objetivo analisar as contribuições de György Lukács para se compreender o trabalho, a educação e a sociedade como indispensáveis para a reprodução do gênero humano. Destacamos, a partir do estudo, duas formas de pores teleológicos: pores que realizam a transformação da natureza pelo trabalho, e pores que se propõem a exercer influência sobre a consciência de outros homens, os quais se realizam pelas práxis sociais. Conclui-se que a educação é uma práxis social, cuja essência é promover a apropriação de conhecimentos, habilidades e comportamentos pelos indivíduos singulares, para que eles se constituam como parte do gênero humano, contribuindo para a reprodução social.

Palavras-chave


ontologia; trabalho; educação; reprodução social

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/gmed.v7i2.15169

Direitos autorais 2018 Germinal: Marxismo e Educação em Debate

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Germinal: Marx. Educ. em Debate, Salvador - ISSN: 2175-5604.