A EDUCAÇÃO EM MÉSZÀROS: TRABALHO, ALIENAÇÃO E EMANCIPAÇÃO

Demetrio Cherobini

Resumo


István Mészáros é um autor que há muitos anos se dedica a uma tarefa imprescindível: utilizar o ferramental teórico criado por Marx para compreender a sociedade do capital e, com base nisso, fornecer elementos para a elaboração de uma estratégia capaz de revolucionar o atual modo de controle do metabolismo social. Seu intento fundamental é bastante claro e visível em todos os seus escritos: envidar esforços para a realização da comunidade de homens e mulheres verdadeiramente emancipados, comunismo, e evitar assim que a barbárie capitalista comprometa o futuro da humanidade. Mas apesar de o filósofo húngaro possuir uma vasta e reconhecida produção intelectual e escrever há pelo menos seis décadas, são poucos os estudos sistemáticos sobre o seu pensamento. Nesse sentido, a obra do professor Caio Antunes, A educação em Mészáros: trabalho, alienação e emancipação, vem ajudar a suprimir essa lacuna, trazendo uma importante contribuição para todos os que no Brasil se interessam pelas questões que envolvem a relação entre educação e revolução. 


Palavras-chave


Educação marxista; consciência de classe; teoria e práxis; realidade social

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/gmed.v6i2.13097

Direitos autorais 2018 Germinal: Marxismo e Educação em Debate

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Germinal: Marx. Educ. em Debate, Salvador - ISSN: 2175-5604.