INSTITUTOBRASILEIRO DE FILOSOFIA: UMA TENTATIVA DE CONSTRUÇÃO DE UMA HEGEMONIA CONSERVADORA

Rodrigo Jurucê Mattos Gonçalves, Pedro Leão da Costa Neto

Resumo


O presente artigo visa investigar o Instituto Brasileiro de Filosofia. Fundado em 1949, era a organização responsável pela Revista Brasileira de Filosofia e na qual se desenvolveu a tentativa de construção de uma hegemonia conservadora. Ao lado de um programa de recuperação da história do pensamento filosófico no Brasil, o IBF fez uma releitura conservadora da História do Brasil. Problematizamos o IBF por meio de uma analogia com a história da Itália bem como a partir de observações da história intelectual italiana. Recorremos ainda ao conceito de aparelho de hegemonia filosófico, desenvolvido por Buci-Glucksmann em sua análise dos Cadernos do Cárcere de Gramsci.


Palavras-chave


Instituto Brasileiro de Filosofia; hegemonia conservadora; aparelho de hegemonia filosófico

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/gmed.v7i2.12054

Direitos autorais 2018 Germinal: Marxismo e Educação em Debate

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Germinal: Marx. Educ. em Debate, Salvador - ISSN: 2175-5604.