PARA UM ESTUDO MARXISTA DA ESCOLA COMO FORMA SOCIAL

Carolina de Roig Catini

Resumo


O artigo apresenta uma ideia de investigação marxista sobre a escola como forma social, fundamentada nos conceitos de fetichismo e reificação. Parte da contraposição entre uma situação escolar concreta e particular; e suas definições universais e formais para refletir e propor um modo de conhecer as atuais configurações da relação entre educação e sociedade.



Palavras-chave


escola, capitalismo, forma social, classes sociais

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/gmed.v6i1.10081

Direitos autorais 2018 Germinal: Marxismo e Educação em Debate

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Germinal: Marx. Educ. em Debate, Salvador - ISSN: 2175-5604.