À MANEIRA DOS BALÉS RUSSOS DE DIAGHILEV: UMA AUSÊNCIA NATURALMENTE DESPERCEBIDA

Charlotte Caroline Francoise Riom

Resumo


No contexto dos 100 anos da criação da Sagração, pareceu-nos interessante pensar na ausência despercebida desta obra, nas temporadas dos Balés russos no Brasil em 1913 e 1917, e voltar sobre a formação do balé moderno no Rio de Janeiro, na primeira metade do século XX.


Palavras-chave


Balés russos; Modernismo; Nacional; Stravinsky

Texto completo:

PDF


Dança: Revista do Programa de Pós-Graduação em Dança - ISSN: 2317-3777
Qualis 2013-2016: Artes (C); Comunicação e Informação (B5); Educação (C); Sociologia (B5).
 
Licença Creative Commons
Este obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 3.0 Não Adaptada.