A DOENÇA DE ALZHEIMER E O CUIDADO EM SAÚDE BUCAL ALZHEIMER’S DISEASE AND ORAL HEALTH CARE

Rosangela Goes Rabelo, Sandra Maria Ferraz Mello, Altino Texeira Neto, Nara Santos Araujo

Resumo


A elevação da expectativa de vida de uma população resulta da interação
de diversos fatores, como a descoberta dos antibióticos; dos imunobiológicos
ou vacinas, efetivação de políticas públicas para redução da
pobreza e desigualdades como: ações de saneamento básico; habitação
digna e maior tempo de permanência na escola. Contudo, o processo
de envelhecimento acarreta maior incidência e prevalência de doenças
crônicas não transmissíveis (DCNT), a exemplo das neurodegenerativas,
especificamente a doença de Alzheimer (DA). A doença apresenta evolução
gradual, com deterioração da memória, aprendizado, orientação,
estabilidade emocional, capacidade de comunicação, pensamentos abstratos
(paranoias e alucinações) tendo como consequência a incapacidade
e exclusão social. Inicia-se com redução motora e cognitiva chegando
à perda da autonomia pessoal, inviabilizando a realização das atividades
da vida diária (AVDs) como nutrição e cuidados básicos de higiene oral.
É condição essencial que os cirurgiões-dentistas conheçam características
clinicas da DA para que os cuidados odontológicos sejam planejados
prevendo as etapas evolutivas da doença e a percepção dos pacientes e
seus cuidadores.

 

The increase in the life expectancy of a population results from the interaction
of several factors, such as the discovery of antibiotics; immunobiológicos
or vaccines, effective public policies to reduce poverty and
inequalities such as: basic sanitation actions; housing and longer time in
school. However, the aging process leads to a higher incidence and prevalence
of chronic non-communicable diseases (NCDs), such as neurodegenerative diseases, specifically Alzheimer’s disease (AD). The disease

presents gradual evolution, with deterioration of memory, learning, orientation,
emotional stability, communication capacity, abstract thoughts
(paranoias and hallucinations), resulting in incapacity and social exclusion.
It begins with a motor and cognitive reduction, leading to the loss
of personal autonomy, making it impossible to carry out activities of daily
living (ADLs) such as nutrition and basic oral hygiene care. It is essential
that dental surgeons know the clinical characteristics of AD so that dental
care is planned by predicting the evolutionary stages of the disease and
the perception of patients and their caregivers.






Texto completo:

PDF


ISSN 0101-8418
Publicação Quadrimestral
Faculdade de Odontologia da Universidade Federal da Bahia
Av. Araújo Pinho 62, Canela
40110-150 Salvador-BA