Processos ecológicos e a escala da paisagem como diretrizes para projetos de restauração ecológica

Juliana Costa Piovesan, Rafael Hataya, Clarissa Machado Pinto-Leite, Dary Moreira Goançalves Rigueira, Eduardo Mariano-Neto

Resumo


Que problema ambiental é foco deste trabalho? É crescente a demanda, pelos órgãos ambientais competentes, por projetos que visem à restauração de áreas degradadas. Tais projetos, geralmente, fundamentam suas ações em escalas temporais e espaciais restritas em relação às recomendações derivadas do conhecimento científico em ecologia. Além disso, as técnicas normalmente utilizadas tendem a promover simplesmente a reestruturação física através de plantios, pouco considerando a restauração de processos ecológicos de manutenção das comunidades como um todo, chamada atualmente de restauração ecológica. Esta iniciativa teve como propósito contribuir para o desenvolvimento e gestão de projetos de restauração ecológica no estado da Bahia, através da aproximação entre a pesquisa ecológica produzida na esfera acadêmica e os problemas ambientais enfrentados pelos órgãos gestores.

Qual foi a estratégia do trabalho para contribuir com sua solução? Fizemos um levantamento dos trabalhos científicos e manuais técnicos sobre restauração ecológica. Após uma análise dos trabalhos levantados produzimos uma Planilha Referência contendo um detalhamento de técnicas de restauração ecológica e a referência do trabalho, além de outras informações relevantes. Com base nessa análise foi elaborado um Mapa de Ações, que indica passo a passo, as etapas para o diagnóstico e planejamento estratégico para a restauração ecológica. Estes dois documentos pretendem subsidiar a elaboração de projetos que visem a restauração ecológica, servindo como uma ferramenta norteadora das ações relacionadas ao tema.

Qual é a principal conclusão do trabalho? Três aspectos se mostraram fundamentais para o desenvolvimento de projetos de restauração ecológica: o diagnóstico, o planejamento das estratégias locais de restauração através de uma abordagem multiescala integrada à paisagem e a mudança de foco dos projetos para uma conduta voltada para a restauração de processos ecológicos, em vez de priorizar, apenas, a recuperação dos aspectos físicos da vegetação.


Palavras-chave


Processos Ecológicos; Recomposição; Recuperação de Áreas Degradadas

Texto completo:

PDF PDF PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.7724/caititu.v1i1.5278

____________________________________________________
Revista CAITITU 
 - aproximando pesquisa ecológica e aplicação

ISSN online: 2318-504X