A INSTITUCIONALIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EM DUAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS BAIANAS: A UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA E A UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA

SOFIA SILVA DE SOUZA, RÔMULO CARVALHO CRISTALDO

Resumo


Este artigo teve como objetivo explorar a percepção dos docentes de duas universidades públicas baianas, a Universidade Federal da Bahia (Ufba) e a Universidade do Estado da Bahia (Uneb) sobre a institucionalização da Educação a Distância (EAD) nas universidades. Por ser uma modalidade ensino recente, a EAD tem-se configurado como um desafio nos projetos políticos das universidades. A questão que orienta este trabalho verifica se os docentes percebem que a universidade tem um projeto político voltado para a institucionalização desta nova modalidade para o acesso ao ensino superior. Por meio de um instrumento estruturado, em escala Likert, observou-se que existe uma percepção positiva dos docentes sobre esta modalidade e que os docentes, tanto da Ufba quanto da Uneb, percebem que a gestão da universidade tem um projeto político para a EAD, voltado para a democratização do acesso ao ensino superior.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.