PERCEPÇÃO DO ENSINO DA ADMINISTRAÇÃO NO BRASIL E EM PORTUGAL

DEISE DANIELLE NEVES PIAU, VITOR LÉLIO BRAGA

Resumo


A formação do administrador deve estar para além da formação técnica que marca o surgimento da profissão. Administrar é indicar o caminho para Administração Política, o caminho que leva ao desenvolvimento global, comprometido com um projeto nação. Exis-te diferença de composição dos cursos de administração (profissional ou político), sob o olhar do estudante em diferentes países? Este artigo tem como objetivo
analisar, comparativamente, a percepção dos estudantes do ensino de Administração, sob um olhar da Administração Política no Brasil e em Portugal e identificar a presença ou ausência da discussão relacionada à Administração Política, sob o olhar de quem aí é estudante. A pesquisa tem característica exploratória, descritiva e de campo, com uma amostra global de 468 estudantes de administração, 272 (58,1%) brasileiros e 196
(41,9%) portugueses, amostra por acessibilidade, pesquisada em três  escolas de Administração brasileiras e três portuguesas, no período de 2012 e 2013. Foi identificado que os cursos de Administração no Brasil e em Portugal, sob o olhar do estudante, possuem um perfil mais tecnicista, profissional, focado em processos organizacionais e menos político e crítico com objeto de desenvolvimento de um país.

 

Palavras-chave: Administração Política; Ensino da Administração; Percepção.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.